quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Sargento J. Batista da PM é morto na rua em que morava no bairro do Tapanã.


Um sargento da Polícia Militar foi morto a tiros, na noite desta quarta-feira (23), no bairro do Tapanã, em Belém. Segundo informações preliminares, João Batista Menezes Dias estava de motocicleta com a esposa quando dois homens se aproximaram, também de moto. Eles mandaram a mulher descer do veículo e efetuaram apenas um disparo contra J. Batista. Em seguida, levaram a  arma do policial e fugiram. O crime ocorreu na Rua das Hortências, em uma área conhecida como "Capucho", local onde ele morava.

Ferido na região da cabeça, o sargento foi socorrido e levado para a Unidade de Saúde do conjunto Cordeiro de Farias, mas acabou morrendo.


Denúncias apontam que a dupla se aproximou da vítima já sabendo que se tratava de um policial, com a intenção de executá-lo. O sargento era lotado no 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

Com as fugas em massa do Sistema Prisional e com as facções no comando, a ordem é executar agentes do sistema de segurança e subtrair o armamento que já serve para municiar as milícias e o tráfico de drogas.

Pelo jeito essas situações funestas ainda vão perdurar e sem horizonte de solução, pois, como é de conhecimento público, a Polícia não deixa barato a morte de um dos seus.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...