sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Polícia Federal deflagra 'Ouro de Sangue' no sul do Pará



A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (25), a operação Ouro de Sangue, com objetivo de combater compras ilegais de ouro nas cidades de Redenção, Ourilândia e Tucumã/PA. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em pontos de venda ilegais.  O escopo principal da operação é desarticular a cadeia de ilegalidades do ouro extraído de aldeias indígenas e que envolve garimpos ilegais, compradores de outros estados/países, atacando toda a corrente do metal precioso e seu comércio criminoso.

Esta etapa da investigação é mais uma ação dentro de uma série de medidas adotadas pela Polícia Federal que, juntamente com o IBAMA, vem intensificando a atuação dos órgãos públicos na região. Informações obtidas na etapa anterior, quando houve grande atuação no interior da Terra Indígena Kayapó, na denominada Operação Muiraquitã, levaram a identificação de locais de comercialização ilegal do minério, e que atuam irregularmente sem autorização do Banco Central.
Essas ações também visam reprimir esta atividade ilegal que já devastou mais de 4.682 campos de futebol de mata nativa, além de poluir importantes afluentes da bacia do Rio Xingú, com metais pesados e outras substâncias. De acordo com peritos federais, há pontos na Terra Indígena Kayapó com desmatamentos, em ambas as margens do rio, que chegam a medir 22 km.O nome da operação foi inspirado no filme Diamantes de Sangue que mostra o sofrimento de populações de país africano por causa da extração ilegal de diamantes.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...