terça-feira, 27 de maio de 2014

PT pede cassação de Vargas por infidelidade partidária.


Não satisfeito com a desfiliação do deputado André Vargas (PR-Sem partido), a direção do PT agora quer vê-lo fora do Congresso, onde responde a processo no Conselho de Ética da Câmara, por suas ligações com o doleiro Alberto Yousseff.

Depois de obrigá-lo a sair do partido, na última sexta-feira o advogado do PT, Márcio Silva, impetrou ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a cassação do seu mandato por infidelidade partidária. O relator do processo de Vargas no Conselho, deputado Júlio Delgado (PSB-MG), diz que é uma estratégia para impedir o ex-petista de falar o que sabe, já que , com a cassação, a investigação é suspensa na Câmara.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...