sábado, 10 de maio de 2014

Eleições e dinheiro público.

Proibida pelo STF a doação de empresas para as eleições, os políticos se perguntam como serão financiadas as campanhas. Hoje, 95% dos gastos são bancados pelas empresas. E é romântico, segundo especialistas, imaginar que pessoas comuns sustentem esses gastos. Em 2012, foram R$ 4,6 bilhões.





Os candidatos vão bater no “caixa dois” ou será adotado o financiamento público? E a população? Qual sua reação com campanhas pagas com dinheiro que poderia ir para a Saúde ou Segurança? Quem pagará a conta na opinião pública? Só os políticos? Ou também os ministros do STF? Ou ainda a OAB, que patrocina a Adin para mudar a regra do financiamento eleitoral (Adin) 4.650?
por Ilimar Franco, O Globo

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...