sexta-feira, 2 de abril de 2010

Thomaz Bastos deve advogar para Dilma na campanha e o João Índio por aqui

A pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos deverá ser o coordenador jurídico da campanha da pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, à Presidência da República.

Dirigentes do PT e Thomaz Bastos começaram acertar os detalhes do contrato há uma semana. A cúpula petista resolveu buscar reforço jurídico por entender que a campanha deste ano será marcada por intensas batalhas na Justiça Eleitoral.

A providência coincidiu com uma nova postura da Justiça: nos últimos 15 dias o presidente Lula foi multado duas vezes pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda antecipada em favor de Dilma. Ele ainda recorre das multas, uma de R$ 5 mil e outra de R$ 10 mil.

Thomaz Bastos deverá montar um pool de escritórios de advocacia, em São Paulo, Brasília e outros importantes colégios eleitorais. A equipe de advogados deverá atuar em pelo menos três frentes: defesa direta nos tribunais, consultoria prévia de ações a serem desenvolvidas durante a campanha, e análise permanente da movimentação dos adversários de Dilma.

Os advogados também estarão de olho nas prestações de contas , para tentar evitar problemas futuros. Por aqui, o renomado advogado João Índio do PT, já arribou as mangas e estará no front nas possíveis demandas que com certeza acontecerão.

4 comentários:

Anônimo disse...

A escolha não poderia ser melhor.
Ela deve estar pro que der e vier.
Escolheu para advogado um dos melhores, senão o melhor criminalista do País.
A preferida do nosso maior presidente deste as Caravelas entrou na lista de pessoas famosas defendidas por Márcio Thomaz Bastos.
Ela irá se juntar a galeria que estão: Ângelo Calmon de Sá (BANCO ECONÔMICO), ACM, Edir Macedo, José Rainha, Eike Batista, Roger Abdelmassih etc.
E os honorários não serão baratos, pois, só da Camargo Corrêa ele pediu recentemente 15 milhões.
Quanto ele pediu para a “mãe do PAC”?
Mixaria não foi. E ainda vai transitar livre no governo se ela ganhar.
E o nosso João Índio vai acrescentar mais experiência ao seu cabedal.

Anônimo disse...

Alan, você já leu o texto ANA JÚLIA DOS MIL DIAS (I) no site O PARAENSE?

Se não então acesse:

http://www.oparaense.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=24:ana-julia-dos-mil-dias-i&catid=1:oparaense

Anônimo disse...

Alan, tu sendo policial civil, que tu achas do sistema de segurança no governo da Ana Júlia?
Belém está sendo comparado a Bagdá, pela quantidade de homicídios em 2009, quase dois mil!!!!!!

Alan Wantuir disse...

Amigos anônimos, não tomei conhecimento do primeiro questionamento, vou me informar e comentarei oportunamente; ao segundo, falta ainda compromisso dos dirigentes das entidades policiais, os "chefes" sentam nas cadeiras e se esquecem do objetivo maior de suas estadas, vamos assim dizer, no (poder) sistema de segurança pública. A população mais carente que sofre, infelizmente. Um abraço!!!

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...