terça-feira, 1 de dezembro de 2009

PT-DF não aceita que deputado do partido assuma.

O PT do Distrito Federal não concorda com a possibilidade de o deputado distrital Cabo Patrício (PT) assumir o governo do DF. Primeiro-vice-presidente da Câmara, ele é o terceiro na linha sucessória e não foi atingido pelas denúncias.Enquanto isso, lideranças nacionais do partido foram cautelosas ao comentar as denúncias. O líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza, disse que as "imagens são incontestáveis", mas pediu apuração dos fatos. Ele afirmou que, apesar de se tratar da oposição ao governo, não se pode comemorar. "Não é bom para o país."Já o PDT fez um pedido para abertura de uma CPI no Senado. Ex-governador do DF, o senador Cristovam Buarque (PDT) anunciou seu partido vai entrar com pedido de impeachment contra Arruda: "Estamos passando nesses dias a imagem mais lamentável de um conjunto de dirigentes de um Estado".Na Câmara do Distrito Federal, a frente oposicionista é liderada pelo PT, que tem quatro deputados. PSB, PDT e PPS anunciaram que deixarão seus cargos no governo. Com isso, a bancada oposicionista ganhará apenas mais dois integrantes.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...