quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Conferência climática ou desfile de ricos e famosos?

Se existe um bom motivo para a realização da COP15, ele é a mudança climática causada pelas atividades humanas que emitem gases causadores do efeito estufa. Espera-se dos líderes mundiais que, até o próximo dia 18, cheguem a um acordo significativo para combater as emissões desses gases na atmosfera.
Mas, na realidade, o maior esforço dos organizadores do evento pode ser a preservação da imagem da COP15, que já vem sendo chamada por alguns de "circo ridículo". De acordo com os organizadores, os onze dias da conferência vão criar um total de 41 mil toneladas de CO2, equivalente a uma cidade européia de 150 mil habitantes.
Um outro ponto é que nem todos os presentes precisariam estar em Copenhague, até porque, como aponta o jornal inglês The Telegraph, o único acordo feito entre os líderes mundiais é de que a conferência não renderá nenhum tipo de acordo formal, a não ser uma declaração provisória de intenção.
Tirando a possível, mas não desejada, falta de um acordo eficiente para salvar o planeta, o que se verá em Copenhague nos próximos dias é um desfile de limusines e jatinhos particulares.
De acordo com o Telegraph, é estimado que 1,2 mil limusines circulem na cidade nas próximas duas semanas. Para se ter uma idéia da demanda, a principal empresa desse ramo em Copenhague mantém 12 carros circulando nas ruas. Para a COP15, serão 200, sendo que apenas cinco deles serão elétricos ou flex.
O pior é que não existe na Dinamarca essa quantidade absurda de limusines. Boa parte delas teve que viajar milhares de quilômetros da Alemanha ou da Suécia.
Além disso, o aeroporto da cidade espera um número extra de até 140 jatos privados nos dias mais movimentos das negociações climáticas. Mas as dependências do aeroporto não têm capacidade para abrigar tantas aeronaves. A solução será mandar os jatinhos para outros aeroportos do país, ou mesmo para a Suécia, onde ficarão aguardando ordens para buscarem seus donos.
Apesar de todo esse show de exibicionismo, o Telegraph ainda vê um lado bom em tudo isso. Se mais limusines e jatinhos representam maior pegada ecológica, também querem dizer que muitas pessoas importantes estarão discutindo o futuro do planeta.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...