quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Arruda recorre ao TSE contra possível expulsão do DEM.

Os advogados do govenador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), entraram nesta quarta-feira (9) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com um mandado de segurança com pedido de liminar (decisão provisória) para suspender o processo de expulsão de Arruda do DEM. No mandado de segurança, o governador pede que o TSE verifique a legalidade do procedimento de expulsão. O Democratas decide na sexta-feira (11) o futuro do governador no partido.
A defesa de Arruda alega que os oito dias concedidos pelo DEM para que o governador se defendesse são insuficientes. Segundo ele, não é possível produzir provas, apresentar testemunhas e pedir perícia no prazo concedido. Se o DEMdecidir pela expulsão do governador, ele não não poderá se candidatar à reeleição em 2010, já que o prazo para filiações terminou.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...