quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Lula brinca e ironiza o "governismo" de Serra.

Depois de uma semana em guerra aberta contra os tucanos, o presidente Lula e o governador José Serra (PSDB) viveram um dia de paz e amor, ontem, na sede da Fiesp, diante de uma platéia de 600 empresários e políticos, a maioria italianos. Serra começou seu discurso em italiano, falou da origem dos pais da Calábria e acabou elogiando a política econômica do governo.
- Estou 95% de acordo com o panorama que o ministro Guido Mantega (Fazenda) esboçou aqui - disse, citando o discurso anterior, do ministro da Fazenda de Lula, otimista sobre a situação econômica.
Lula disse que improvisaria o discurso e que tentaria evitar o risco de terminar cantando "Amore Mio". Mas fez propostas sutis de paz aos tucanos:
- Eu vou tentar não falar nada de macroeconomia, porque o Serra só discordou 5% do Guido (Mantega). E ele pode querer discordar um pouco mais de mim, uns seis (por cento). E nós vamos querer criar uma inimizade à toa. Então, não vou falar de macroeconomia, para ele concordar 100% comigo aqui.

Nenhum comentário:

Lei Estadual 8.878/2019 trata sobre a regularização fundiária de imóveis urbanos e rurais do Estado.

Representantes de entidades da sociedade civil paraense e do Ministério Público Federal (MPF) participaram, na manhã ontem terça-feira (8), ...